Conheça os lugares ainda secretos da Chapada dos Veadeiros (Goiás)

0

Entre belezas naturais, região oferece paredões rochosos e cachoeiras; turistas vão em busca de contato com a natureza e esoterismo da região.

Um dos principais atrativos turísticos de Goiás, a Chapada dos Veadeiros é procurada principalmente por aqueles que querem aproveitar o contato com a natureza ou experimentar seu lado esotérico.  Abrangendo vários municípios, como Colinas do Sul, Cavalcante e Alto Paraíso de Goiás, ela é um importante berço hidrográfico nacional e oferece belas paisagens naturais, como dezenas de cachoeiras e enormes paredões rochosos, principais características do local.

A seguir um roteiro alternativo da Chapada dos Veadeiros, para quem busca fugir dos grandes grupos de turistas e quer encontrar a natureza e a paz interior.

Para abrir a lista, a dica sem dúvida é um vale ainda pouco conhecido no local. Atualmente, o mais famoso é o Vale da Lua, que possui acesso relativamente fácil. Poucos sabem, no entanto, que há ainda o Vale de Marte, um dos mais místicos da Chapada. Assim como o da Lua, o Vale de Marte ganhou o nome devido às formações de rochas sedimentares de tons cinza e avermelhadas, fruto da ação dos agentes exógenos ou externos de transformação do relevo, como a água, o vento e outros, durante milhares de anos.

Verdadeiro recanto de paz e tranquilidade, é possível passar um bom tempo apreciando o local sem ruídos. O Vale de Marte se localiza na Fazenda Ouro Fino, no Complexo do Prata a 65 km da Cidade de Cavalcante (que fica 322 km de Brasília e a 85 km de Alto Paraíso). Para se chegar até o Complexo do Prata, primeiramente é necessário a contratação de um guia, que pode ser feito no Centro de Atendimento ao Turista (CAT) de Cavalcante ou até mesmo no CAT da Comunidade dos Kalungas do Engenho ll (que fica no caminho).

Confira outras sugestões de locais tranquilos. As distâncias são calculadas com base na região da Pousada Inácia, localizada próxima a Fazenda São Bento, em Alto Paraíso:

Cachoeira do Abismo – O acesso tem 23 km de estrada asfaltada, 19 km de terra, trilha com grau médio a difícil, caminhada de 4000 m. Fica localizada na região da Vila de São Jorge. O ingresso para manutenção do local custa R$ 10.

Cachoeira do Segredo – Em São Jorge, o caminho: 23 km de estrada asfaltada, 25 km de estrada de terra, com grau relativamente difícil, 7 km de caminhada, e é destinada aos aventureiros de verdade. Também custa R$ 10.

Flor d’Ouro – 12 km de terra, trilha de grau fácil, 400 m de caminhada. Moinho gratuito. Uma queda d’água pouco conhecida e com possibilidade de banhos.

Parque Nacional – Cânions – 23 km de asfalto, 14 de terra. Trilha com grau médio a difícil e 5000 m de caminhada. Está em São Jorge e a entrada é gratuita.

Águas Termais – Existe um poço com águas relativamente quentes dentro da Chapada dos Veadeiros. Para se chegar lá: 23 km de estrada asfaltada, 27 km de terra de fácil acesso, 150 m de caminhada. Fica próxima de São Jorge. A entrada custa R$ 10.

Cachoeira dos Anões – Percurso de 22 km de estrada asfaltada, saindo da Inácia e com 1 km de terra, o acesso possui ainda trilha com grau médio de dificuldade e 3 km de caminhada, no sentido Brasília. O valor cobrado é de R$ 15.

Cachoeira do Doutor e Gabi – Próximas de Alto Paraíso, as duas quedas d’água estão dentro da propriedade da pousada Inácia e o acesso é exclusivo para os hóspedes.

Cachoeira dos Cristais – Fica a 5 km de estrada asfaltada da Inácia, trilha de fácil acesso, 400 m de caminhada. O custo é de R$ 10.

Compartilhar.

Sobre o Colunista:

BBMag Bossa Brazil Magazine

BBMAG Bossa Brazil Magazine is the only London-based bilingual publication specialised in Brazilian lifestyle.

Deixar Mensagem