INDEPENDÊNCIA DOS PAÍSES DA AMÉRICA LATINA  

0

Com uma colonização majoritariamente espanhola (exceção da portuguesa, no caso do Brasil, e de outros poucos países europeus), os países latino-americanos festejam entusiasticamente suas respectivas independências 

Para entender como se chegou à independência dos países dessa imensa área conhecida como América Latina, precisamos começar com um pouquinho de história.  

A maioria das diversas colônias espanholas nas Américas (Norte, Central e Sul, que incluíam metade da América do Sul, o México, a Flórida, as ilhas do Caribe e o sudoeste dos Estados Unidos) declarou independência do domínio espanhol no início do século XIX.  

Isso começou com a divulgação dos ideais iluministas de democracia – igualdade perante a lei, separação entre Igreja e Estado, liberdade individual -, na Europa do século XVIII tendo como princípios desafiar as tradições e reformar a sociedade. Foram essas ideias que encorajaram os movimentos de independência colonial já no final do século XIX. Os resultados desses pensamentos se refletiram nas revoluções americana e francesa – quando a monarquia foi substituída por uma república habilitada pelo povo. Com isso, os revolucionários latino-americanos começaram a especular se a independência era uma alternativa realista e viável ao domínio colonial.  

A independência aconteceu na maior parte da América espanhola e portuguesa entre 1808 e 1826, exceto nas colônias espanholas de Cuba e Porto Rico. 

“El Libertador” Simón Bolívar 

Nascido em 1783 em Caracas, Venezuela, em uma família aristocrática, teve como professor Simón Rodríguez (educador, filósofo e político venezuelano), que apresentou a Bolívar a obra do filósofo iluminista Jean-Jacques Rousseau – especialmente suas ideias sobre as origens da desigualdade. O histórico familiar privilegiado de Bolívar também lhe permitiu viajar para o exterior e ver de perto as situações de diversos países. 

Em 1819 Bolívar articulou um conceito de identidade latino-americana racialmente única, e declarava que “nosso povo não se parece em nada com os europeus ou norte-americanos; na verdade, somos mais uma mistura de África e América do que filhos da Europa”. Com este novo sentido de identidade latino-americana, os revolucionários uniram à independência política uma nova dimensão cultural gerada nas suas características locais. 

No norte da América do Sul, Simón Bolívar iniciou sua luta pela independência libertando os países que incluíam todas ou parte das nações atuais da Colômbia, Equador, Panamá e Venezuela. Outros países latino-americanos, com exceção de Cuba e Porto Rico, também embarcaram em suas lutas pela independência no início do século XIX. Como os territórios foram libertados por zonas com o objetivo final de libertar todo um vice-reino, a luta pela independência foi lenta e gradual. 

Após a libertação do Equador (1822) e do Panamá (1821) e em suas tentativas de libertar o máximo possível da América Latina, Bolívar viajou mais para o sul e libertou a Bolívia em 1825 – que o homenageia dando nome ao país.  

PAÍS / INDEPENDENCIA /COLONIA DE / OBS 

Argentina: 9/7/1816 (Espanha) 

Bolívia: 6/8/1825 (Espanha) 

Brasil: 7/9/1822 (Portugal) 

Chile: 12/2/1818 (Espanha) 

Colômbia: 20/7/1819 (Espanha)  

Costa Rica: 15/9/1821(Espanha) 1-2 

Cuba: 20/5/1902(Espanha) 

El Salvador: 5/11/1811 (Espanha)2 

Equador: 24/5/1822 (Espanha) 

Guatemala: 1821 /1838 (Espanha) 2-3 

Haiti: 1/1/1804 (França) 

Honduras: 1821 (Espanha) 2-4  

México: 16/9/1810 (Espanha) 

Nicarágua: 30 de abril de 1838 2 

Panamá: 3/11/1903 (Colômbia) 

Paraguai: 15/5/1811 (Espanha) 

Peru: 28/7/1821 (Espanha) 

República Dominicana: 27/2/1844 (Haití)  5   

Uruguai: 4/10/1828 (Brasil) 

Venezuela: 5/7/1811 (Espanha) 

Notas 

1 Nessa data passou a integrar a Federação Centro-Americana. Somente em 1938 o país se tornou República independente. 

2 A Ata de Independência da América Central do domínio espanhol foi assinada em 15 de setembro de 1821 por parte dos atuais países: Guatemala, Honduras, El Salvador, Nicarágua e Costa Rica. 

3 Após sua independência da Espanha em 1821, a Guatemala tornou-se parte dos Estados Unidos da América Central, do qual se separou definitivamente em 1838. 

4 Em 1823 passou a integrar a República das Províncias Unidas da América Central, sendo totalmente autônoma em 5/11/1838. 

5  A primeira independência (não oficial) conhecida como “la efímera” – por haver durado somente dois meses -, foi em 1/12/1821 (Espanha). 

Compartilhar.

Sobre o Colunista:

BBMag Bossa Brazil Magazine

BBMAG Bossa Brazil Magazine is the only London-based bilingual publication specialised in Brazilian lifestyle.