Receitas

Um drinque brasileiro que vai ganhar o mundo Poucos sabem, mas o coquetel com cachaça mais consumido do Brasil é o rabo de galo. Um drinque brasileiro, encorpado e com estilo próprio. O nome chama atenção, mas o significado vem da tradução literal da palavra cocktail em inglês: cock é “galo” e tail, “rabo” – o termo, na época, foi consagrado nos EUA para nomear a mistura de bebidas. Sua história retoma aos anos 50 com a instalação da fábrica da Cinzano, em São Paulo, atraída pelos imigrantes italianos. O vermute por si só, naquele tempo, não caiu no gosto…

Compartilhar.

Essa receita é super rápida e vem da minha escola Cordon Bleu. No frio do inverno londrino a melhor comidinha para aquecer, com certeza, é uma sopa! Na volta do trabalho para casa, normalmente todo mundo se pergunta: e o que eu vou fazer para jantar? Às vezes dá uma preguiça imensa e acabamos comprando algo pronto na loja da esquina. Essa receita é, além de prática, deliciosa! E em 10 minutos está pronta! Quando faço demonstrações de receitas em eventos, percebo que se fizer uma receita prática, a maioria das pessoas tem vontade de tentar em casa, mas…

Compartilhar.

Aprenda a fazer a deliciosa sobremesa Diz a lenda que a origem da torta de limão é nos Estados Unidos, no fim do século dezenove, criada por um americano chamado William Curry. A torta, então, ficou conhecida como Key Lime Pie, já que a residência do tal William era em Key West. O que importa disso tudo é que a torta de limão é uma das sobremesas favoritas do povo brasileiro, e não é por nada: o creme de chantilly por cima confere aquele gostinho doce perfeito que contrasta com o azedo do recheio. É uma maravilha só. INGREDIENTES…

Compartilhar.

Receita de filet da minha avó, com shitake e molho de tomate Esta receita é uma das minhas favoritas. Minha avó, Vó Quinita, costumava fazer quando chegávamos a Salvador depois de 8 horas dirigindo. A entrada que ela preparava é camarão e salada de batatas e este Malassado é o prato principal, muito simples de fazer. O mais importante é não cozinhar demais a carne e fazer um molho bem espesso. Você pode servir com arroz ou batatas. Ingredientes 1 chateaubriand em torno de 300g a 350g ou 350g de bife de filé (Chateaubriand é o lado superior do…

Compartilhar.

Caipirinha de Manga e Pimenta Ingredientes 1/2 de manga picada 2 doses de cachaça 1 colher de açúcar 1 pimenta dedo de moça em tiras (sem as sementes) Modo de preparo:  Coloque a manga no fundo do copo, junto com a pimenta e o açúcar. Macere levemente. Coloque a cachaça e mexa com a colher, até dissolver o açúcar. Complete o copo com o gelo moído.

Compartilhar.

O preparo e as quantidades são quase sempre iguais, mas variando os ingredientes, você pode surpreender os seus amigos com diferentes tipos de frutas A caipirinha tradicional, conhecida por 10 em cada 10 brasileiros, é feita com poucos e simples ingredientes: 50 ml de cachaça, 2 colheres de sobremesa de açúcar, 1 limão e gelo. Mas, se não forem observados alguns detalhes, o drink pode não ficar como esperado. Preparar a caipirinha perfeita é uma arte e hoje você vai se tornar um artista. Vamos lá! Copo – use copos old-fashioned ou, preferencialmente, com a boca mais larga que a base. Limão – deve…

Compartilhar.

Mocotó é um prato de destaque na gastronomia brasileira que nem todos conhecem, mas é amado com a mesma intensidade por quem já provou Mocotó é mais um prato tradicional da culinária brasileira, famoso no País inteiro e, de certa forma, até semelhante à feijoada. Mocotó significa, literalmente, “pata de animal” e veio ou do idioma quimbundo “mukoto” ou do tupi “mbo-coto”. Parece estranho, de fato, mas o prato se trata disso mesmo: uma pata de boi sem casco cozida com vários condimentos. Ou então alguma outra extremidade que  não seja necessariamente a pata, fica a gosto do cozinheiro. Praticamente…

Compartilhar.

Acarajé é um dos pratos mais conhecidos da região nordeste, e aqui você confere uma receita simples para fazer essa iguaria O acarajé é um dos carros-chefes mais emblemáticos da região Nordeste do Brasil. De origem africana, é um bolinho feito com massa de feijão-fradinho, cebola, sal e alho, frito em azeite de dendê. Pode ser servido com pimenta, molho de tomate, vinagrete ou mesmo camarão, além de outros acompanhamentos. Uma curiosidade sobre o acarajé: é a comida ritual da orixá Iansã, senhora dos ventos e das tempestades da religião Candomblé. Na África, na língua iorubá, àkàrà quer dizer bola…

Compartilhar.

Quando recebi o tema Urbano para edição da revista, a primeira coisa que me veio à cabeça foi “street food”, ou comida de rua. Nos centros urbanos mais movimentados a comida de rua se espalha de inúmeras formas, desde ambulantes vendendo caldinhos em garrafas térmicas de café até barracas com cadeiras de plástico numa esquina. Eu sempre falo que para descobrir a culinária e costumes de uma cidade ou região é preciso primeiro analisar a sua comida de rua. Cada cidade brasileira tem a sua especialidade. No Pará, por exemplo, o tacacá (sopa feita do líquido extraído da mandioca), que…

Compartilhar.

Não, você não leu errado; o brigadeiro de caipirinha existe e pode ser uma ótima pedida para reuniões de amigos, famílias e aniversários do pessoal mais velho Brigadeiro sempre foi um dos doces mais queridos da população brasileira. A caipirinha sempre foi uma das bebidas mais queridas da população brasileira. As frases parecem semelhantes por um motivo e, aqui, elas o são justamente porque ao cruzar essas duas maravilhas tupiniquins, temos o brigadeiro de caipirinha. Parece estranho, mas não fuja ainda, prometemos que, se feito direitinho, é gostoso. Mas lembre-se sempre de oferecer aos seus amigos primeiro. Ingredientes…

Compartilhar.

Aproveitando a entrevista sobre a culinária moderna brasileira segue uma receita super fácil de fazer. O que vai demorar mais é fazer o cracker de sagu, que aqui na Inglaterra é chamado de tapioca cracker. É bom lembrar que eu comprei todos esses ingredientes em lojas que não são brasileiras. Você pode, sim, achar nossos ingredientes em outras culinárias. Basta bater perna nos mercadinhos asiáticos e africanos que você encontra tudo. O chuchu, por exemplo, se chama chow chow nas lojas asiáticas. Em francês se chama chayote. O sagu, ou tapioca pearls, também achei em lojas asiáticas. Espero que gostem…

Compartilhar.

Quer agradar brasileiro? Faça camarão. Quer agradar inglês? Faça carne. Foi o que aprendi morando na Inglaterra há 13 anos. A parte do boi que menos gosto é o filé mignon. A carne é a mais macia, porém sem muito sabor. Sou daquelas que gosta de carne perto da gordura e colada no osso. Osso que por sinal virou moda. Os restaurantes mais sofisticados do mundo servem o tutano como uma iguaria. Com champanhe, ostras e vieiras. Lembro-me da época em que meus únicos concorrentes com o tutano eram os cachorros. Oh tempo bom! Voltando ao filé. Se você reparar,…

Compartilhar.

Ingredientes 6 lichias 2 colheres (sopa) de açúcar 1 dose de cachaça H2O sabor limão (ou Seven Up) Gelo (picado) Modo de Preparo: Descasque e tire o caroço de 6 lichias. Adicione o açúcar e amasse bem. Acrescente a cachaça. Complete o copo com H2O sabor limão e muito gelo. Esta e muitas outras receitas de caipirinhas são promovidas pelo London Caipirinha Festival, o maior festival de bebidas e coquetéis brasileiros em Londres.

Compartilhar.

Ingredientes ½ xícara (chá) de uva verde sem caroço e cortada ao meio Açúcar ou adoçante a gosto 1 colher (café) de pimenta rosa 50 ml de cachaça 3 pedras de gelo picado Modo de Preparo: Em um copo, coloque as uvas, a pimenta e o açúcar ou adoçante, amasse tudo com um pilão. Adicione a cachaça e o gelo e misture bem.

Compartilhar.