Jaguar vai reconstruir o icônico XKSS, considerado o primeiro supercarro do mundo

0

Unidades fabricadas são continuação de modelo ultra exclusivo

Nove unidades novinhas do XKSS – que, muitas vezes, foi chamado por especialistas como o primeiro supercarro do mundo – serão construídas à mão pela Jaguar, com a mesma clássica configuração deste modelo que surgiu em 1957, substituindo os carros perdidos no famoso incêndio da fábrica de Browns Lane.

Para Tim Hannig, diretor da divisão Jaguar Land Rover Classic, o XKSS ocupa um lugar único na história da Jaguar, pois “ele é um carro cobiçado por colecionadores no mundo inteiro pela sua exclusividade e design inconfundível”.

“Uma equipe altamente qualificada de engenheiros e técnicos da divisão Jaguar Classic se baseará em décadas de conhecimentos para garantir que cada um dos nove carros seja completamente autêntico e fabricado com a mais alta qualidade”, diz Hanning, complementando que este projeto de recriar o XKSS, “reafirma o nosso compromisso para alimentar a paixão e o entusiasmo pelo ilustre passado da Jaguar, oferecendo carros excepcionais, serviços, peças e experiências.”

Os carros originais foram destinados à exportação para os EUA. No entanto, apenas 16 unidades foram concluídas antes do desastre. Agora, 59 anos depois, a Jaguar vai construir os nove esportivos XKSS “perdidos”, para um seleto grupo de colecionadores e clientes fiéis.

Toda a experiência adquirida durante a construção do projeto E-type Lightweight será transferida para a construção dessas nove unidades ultra exclusivas. Cada uma delas será feita à mão na oficina da Jaguar conhecida como ‘Experimental Shop’, em Warwick.

Cada carro será construído com as mesmas especificações usadas nos primeiros 16 fabricados em 1957 – com as mesmas especificações certificadas pela Jaguar. O preço será de mais de £ 1 milhão.

Vitorioso
A história do XKSS começou após três vitórias consecutivas da Jaguar em Le Mans, em 1955, 1956 e 1957, com o D-type ganhando tudo. Depois deste hat-trick de vitórias, Sir Williams Lyons tomou a decisão, em 14 de janeiro 1957, de converter os restantes 25 D-type em versões urbanas, com várias modificações externas, criando, assim, o primeiro supercarro do mundo.

Estas modificações incluíram a adição de um para-brisas mais alto, uma porta extra no lado do passageiro, e a remoção da separação entre o motorista e o passageiro.

As primeiras entregas do novo Jaguar XKSS começam no início de 2017.

Compartilhar.

Sobre o Colunista:

Bossa Brazil Magazine

A Bossa Brazil Magazine, disponível gratuitamente a todos os leitores no Reino Unido, garante que nossos anunciantes sejam beneficiados 100% com o nosso público alvo. Os pontos de distribuição estarão espalhados pelo Reino Unido, incluindo estabelecimentos brasileiros, bares e restaurantes, centros culturais, escolas, cinemas, teatros, festivais e muito mais...

Deixar Mensagem