London Fashion Week 2017: estilistas britânicos icônicos

1

Saiba mais sobre os designers de moda icônicos e sinta o gosto único do estilo britânico

A London Fashion Week, semana de moda de Londres realizada duas vezes por ano, de 15 a 19 de setembro de 2017, ocasião em que os melhores dos melhores do mundo da moda baixam na cidade por sete dias para mostrar as mais recentes tendências. Embora seja um evento do mercado e os cobiçados lugares na primeira fila dos desfiles sejam reservados para celebridades, estilistas e editores de moda, os fashionistas também podem sentir o clima durante o London Fashion Week Festival de 21 a 24 de setembro de 2017.

Com atrações espalhadas por toda a cidade, o evento oferece acesso direto a designers e insiders da indústria. A atração principal inclui a entrada em desfiles de alguns dos estilistas mais quentes do momento em Londres, além de palestras sobre a indústria e lojas pop-up com curadoria de mais de 150 marcas internacionais e britânicas. Os ingressos estão disponíveis no site Ticketmaster.

A London Fashion Week é conhecida por mostrar os talentos da moda em ascensão, mas eles se apresentam ao lado de estilistas britânicos icônicos que retornam anualmente e ainda não saíram de moda.

Saiba mais sobre esses seis designers de moda icônicos e sinta o gosto único do estilo britânico:

 

Vivienne Westwood

Na vanguarda da moda desde que trouxe o punk para o mainstream na década de 1970, quando criava roupas para a loja do manager da banda Sex Pistols,  Malcolm McLaren. Localizada na King´s Road, em Chelsea, a loja se chamava SEX, o que já era escandaloso para alguns pelo seu simples nome. Suas lojas ficam em Londres, Liverpool, Manchester, Newcastle, Leeds, Glasgow e Cardiff.

 

 

 

 

Sarah Burton

Tornou-se diretora criativa da marca Alexander McQueen após a morte súbita de Lee Alexander McQueen em 2010. Sarah se tornou um ícone de moda global quando a Duquesa de Cambridge desceu do Rolls Royce que a conduziu no casamento em 2011 usando um fabuloso vestido de noiva criado pela estilista. A marca Alexander McQueen tem lojas em Londres e em Bicester Village, em Oxfordshire, sudeste da Inglaterra, um achado para os caçadores de ofertas, com peças da grife com até 70% de desconto.

 

Henry Holland

Um dos designers mais empolgantes do Reino Unido, sua marca, House of Holland, traduz de forma irresistível o conceito de que moda é, acima de tudo, para se divertir. As camisetas inspiradas na década de 1980 que ele criou no começo dos anos 2000 traziam frases como “I´ll tell you who´s boss, Kate Moss”. Vá até House of Holland x Habitat, que fica em uma das lojas de móveis favoritas dos britânicos, a Habitat, e compre almofadas extravagantes para alegrar sua casa.

 

 

 

Julien Macdonald

Foi introduzido ao mundo do tricô por sua mãe ainda muito novo. Com sua habilidade e uma graduação especializada na área tricô na Universidade de Brighton, passou a criar malhas para Chanel e Alexander McQueen.  Lançou sua própria marca em 1998 com uma coleção “Mermaids” (sereias), criando uma nova reputação como um importante designer de moda britânico. Suas criações femininas foram usadas por Madonna, Kim Kardashian e Taylor Swift. A linha Star de Julien MacDonald é vendida nas  loja de departamentos Debenhams, que tem unidades em todo o Reino Unido.

 

Kathryn Sargent

Kathryn Sargent foi a primeira mulher a montar uma loja em Savile Row, a rua de Londres que é sinônimo de alfaiataria masculina. Depois de 15 anos na ilustre Gieves & Hawkes, onde foi a primeira mulher a assumir o cargo de Cortador-Chefe, criou sua própria marca, que oferece um serviço de confecção de luxo e sob medida para cavalheiros exigentes – e, para dar novos ares, também para mulheres elegantes.

 

Paul Smith

Natural de Nottingham, é um dos favoritos da moda masculina no país, com um uso vivaz de cores e excelente alfaiataria, veste os mais elegantes cavalheiros britânicos. Muito influente no mundo da moda, Paul mereceu uma exposição inteira dedicada à sua carreira no Design Museum de Londres. Suas coleções são criadas em Nottingham e em Londres e vendidas em lojas em todo o Reino Unido. Aos 15 anos, Paul Smith era office-boy em um armazém de roupas em Nottingham; hoje, sua loja principal fica na sua cidade, em um edifício histórico de cinco andares, a Willoughby House.

 

Fonte: Visit Britain

Compartilhar.

Sobre o Colunista:

BBMag Bossa Brazil Magazine

BBMAG Bossa Brazil Magazine is the only London-based bilingual publication specialised in Brazilian lifestyle.

1 Comentário

Deixar Mensagem