O que você precisa saber para se vestir como um real londoner

0

A moda britânica tem clássicos como o xadrez, a alfaiataria das vestes completas com direito a abotoaduras e cartolas ou o estilo punk rock and roll dos anos 70 e 80. As marcas inglesas constantemente buscam suas referências nesses estilos reinterpretando-os conforme a tendência do momento.

E são nas ruas que vemos o reflexo dessa mistura de estilos que dá à Londres o título de cidade mais eclética e contemporânea (também) quando o assunto é moda e tendências. Sejam com os hipsters do east, os posh do Soho, o luxo da elite do Mayfair ou a criatividade dos fashionistas das semanas de moda, o street style londrino é a marca registrada da cidade, de uma cultura cheia de diversidade.

Confira nossa lista com o street style das tribos que vemos por aí e inspire seu próximo look londoner style.

Fashionistas: transitam pelas semanas de moda e usam desde looks excêntricos às últimas novidades do luxo e do fast fashion, sempre prontos para um clique.

Posh Soho: no bairro da diversidade não faltam queers glamourosas que não perdem para nenhuma mulher na hora de se equilibrar no salto 15!

Acordei assim: desde o Chelsea, passando pelo Hyde Park Corner e Mayfair, até os limites do Regent Park acordar pronta para o sucesso é o lema das londrinas locais.

British Millennials: pegue um corte típico das décadas de 40 e 50 da alfaiataria, um sobretudo e uma estampa xadrez e entregue a um Millennial e você vai ter uma tendência pronta em suas mãos.

Hair! Diga-me com que cor andas que te direi quem és. Londres talvez seja a cidade no mundo com o maior número de cabelos coloridos por metro quadrado! Quer apostar?

Hijab luxury: sejam turistas ou residentes, os muçulmanos são um dos maiores consumidores de moda e beleza, tanto que marcas como Dolce & Gabbana e Uniqlo lançaram coleções especiais para as mulheres adeptas da religião.

Hipster: entre o estilo cool retrô e a gentrificação os hipsters são o símbolo da mudança ocorrida nos últimos anos no leste da cidade como Brick Lane e Hackney.

Ultra punk pop: uma mistura dos antigos clubbers do anos 2000 com os punks dos anos 80, essa tribo vem bem representada na moda por nomes como os ícones Vivienne Westwood e Pam Hogg. O visual não é nada básico e pede o over extravaganza da nova cultura controversa londrina.

Old but Gold: não se espante se aquela senhora de cabelos brancos ao seu lado no metro estiver mais bem vestida e na moda que você. Por aqui moda é algo que vem de gerações!

Compartilhar.

Sobre o Colunista:

Fernanda Crestani Vargas

Publicitária e criadora da Juice Cool Hunting com mais de 13 anos de aventuras pelo mundo da comunicação. Sofre de wanderlust, o desejo insaciável por viajar e descobrir o mundo, e já morou em Porto Alegre, Estados Unidos, Rio de Janeiro, Milão e atualmente sua base é Londres.

Deixar Mensagem