Dicas para evitar a inadimplência

0

Está passando por dificuldades financeiras com a sua empresa? Dá uma olhada nessas dicas!

Em junho de 2018, mais de 5 milhões de micro e pequenas empresas foram registradas como inadimplentes no Brasil, o maior número desde março de 2016. Inadimplência é o termo usado para caracterizar a falta de cumprimento de uma ou mais obrigações, normalmente financeira, por parte de uma entidade, tal qual o não pagamento em dia das despesas de uma empresa.

Seguem algumas dicas da Associação Comercial de São Paulo para que o seu negócio não entre nesse estado. Lembrando também que a principal dica, não só da Associação como de todos os profissionais do ramo, é estar atento à organização das finanças.

 

Use serviços de análise de crédito

Por meio de empresas de proteção ao crédito, como a Boa Vista SCPC, o empresário pode realizar consultas e ter acesso a pendências de pagamentos, processos e outros problemas de restrição do cliente.

Com esses dados, fica mais fácil visualizar as condições de cada cliente e definir as estratégias ideais para fazer a cobrança. É importante lembrar que a situação do cliente pode mudar em pouco tempo, portanto, é importante também fazer consultas frequentes.

 

Conheça o seu cliente

Escolha um meio para controlar o histórico dos seus clientes. Você pode fazer anotações manuais, usar planilhas ou softwares, mas o importante é sempre ter sempre em mãos as informações necessárias para identificar bons e maus pagadores.

 

Favoreça os bons pagadores

Valorizar os bons pagadores é uma forma de fidelizá-los. Descontos, formas mais flexíveis de cobrança e estímulo para pagamentos antecipados são algumas estratégias que podem ajudar nesse sentido.

Se aquele cliente antigo sempre foi bom pagador, mas teve algum problema e não conseguiu cumprir o pagamento na data de vencimento, por exemplo, entre em contato com eles e ofereça alternativas para quitar as dívidas.

 

Utilize um sistema de cobrança eficiente

Para evitar que a dívida do seu cliente se transforme em uma “bola de neve” (o que torna o pagamento ainda mais difícil), utilize um sistema de cobrança eficaz para alertá-lo sobre a inadimplência já no primeiro dia de atraso. Em situações extremas, considere a possibilidade de receber pelo menos uma parte do valor e renegociar a quantia a ser paga.

 

Venda com nota fiscal sempre

Além de configurar crime, a venda sem nota fiscal traz uma série de problemas: sem ela, o empresário não tem amparo da lei para lidar judicialmente com a inadimplência do cliente.

 

Fonte: Associação Comercial São Paulo

Compartilhar.

Sobre o Colunista:

BBMag Bossa Brazil Magazine

BBMAG Bossa Brazil Magazine is the only London-based bilingual publication specialised in Brazilian lifestyle.

Deixar Mensagem

%d blogueiros gostam disto: