Moqueca, um autêntico sabor brasileiro

0

Feito com o Robalo, um dos mais saborosos peixes do Brasil, este prato é delicioso e muito pedido no Nordeste do País

A comida brasileira é caracterizada pelos sabores e aromas marcantes. De norte a sul do país, cada região tem suas peculiaridades, algumas com mais ênfase em carnes, outras, em frangos e peixes. Da paradisíaca Bahia, os pratos que se destacam são as moquecas, o vatapá e o famoso acarajé.

Aqui, vamos começar com a receita de uma moqueca de peixe tipicamente baiana, com direito ao uso do azeite de dendê e do leite de coco. Para acompanhar, o pirão e o arroz branco. Então… Vamos à receita?


Pequeno glossário
Moqueca – Guisado de peixe
Vatapá – Iguaria feita à base de pão ou farinha de trigo, e que leva peixe
Acarajé – Bolinho de feijão descascado, moído e temperado
Dendê – É o fruto do Dendezeiro, uma espécie de palmeira nativa da África e naturalizada no Brasil
Leite de coco – Espécie de leite feito a partir da trituração e filtragem do coco
Pirão – Espécie de ensopado de farinha de mandioca temperado com legumes e/ou carnes
Polenta (ou Angu) – À base de farinha de milho, com consistência cremosa

Primeiramente, na feira ou na peixaria, compre Robalo ou Cação.

Dica: prefira preparar a moqueca com o Robalo, pois se você errar um pouco o tempo de cozimento, a carne do Cação pode ficar dura!

Também para esta receita é preciso tomates, azeite de dendê, cebolas, limão, pimentões, pimenta do reino, coentro e leite de coco. Confira as quantidades no box. As referências servem até quatro porções, dependendo do tamanho do apetite das pessoas que serão servidas.


O Robalo
Peixe carnívoro, de carne bastante saborosa, possui 12 espécies diferentes, sendo cinco no Brasil. O Robalo é peculiar e embora seja originalmente do mar – inclusive é um peixe típico de competições de pesca esportiva – já há estudos para criação em tanques e, desde 2011, até para criação em água doce. Presente em todo o território brasileiro, o Robalo tem muitos nomes diferentes, dependendo da região do País: robalo-flecha, robalão (ambas no Sul e Sudeste); furão (norte do Rio de Janeiro e sul Bahia); flecha (Bahia); e camorim ou camuri (restante do Nordeste, Norte e Centro-Oeste).


Ingredientes
– 1 kg de robalo ou cação cortado em postas
– Suco de 1 limão
– Sal a gosto
– 2 colheres (sopa) de azeite de dendê
– Pimenta-do-reino a gosto
– 4 tomates médios
– 1 cebola média
– 1 pimentão verde médio
– 1 pimentão vermelho médio
– ¼ de xícara (chá) de coentro picado
– 2 xícaras (chá) de leite de coco


O preparo
Tempere o peixe com sal, azeite, pimenta-do-reino e suco de limão. Reserve e deixe marinar por 30 minutos na geladeira.

Pique os tomates, de preferência sem as sementes, corte as cebolas em rodelas e também os pimentões, previamente com toda a parte branca de seu interior e as sementes retiradas.

Em uma panela, de preferência de barro – caso não a tenha, pode ser uma de teflon – despeje o azeite de dendê e, aos poucos, monte a moqueca, alternando tomates, cebola, pimentões e o peixe, em várias camadas. Por último, finalize com rodelas de cebola e pimentões, e salpique o coentro picado. Cozinhe por alguns minutos, até levantar fervura. Despeje o leite de coco e cozinhe por aproximadamente 25 minutos, até que o peixe esteja bem cozido. Sua moqueca está pronta!

Em paralelo à moqueca, prepare o arroz branco. Eu, particularmente, prefiro refogá-lo com alho ao invés de cebola.

Para o pirão, bata no liquidificar 2 dentes de alho, 1 cebola, 1 tomate, ½ pimentão vermelho e uma colher (chá) de coentro picado. Posteriormente, aqueça uma panela com duas colheres (sopa) de azeite de dendê, despeje a mistura e refogue-a, incluindo ½ colher (chá) de urucum ou colorífico – caso não encontre uma dessas iguarias, pode desconsiderar. Elas são mais para dar cor ao pirão.

Na sequência, junte um pouco do peixe da moqueca na mistura e desfie-o. Acrescente ½ xícara (chá) de farinha de aipim e misture bem ao ponto de assemelhar-se à consistência de uma polenta cozida.

Quando tudo estiver pronto, sirva a moqueca com o arroz e o pirão. Eu gosto de pimenta e sempre ponho algumas gotas de malagueta ou molho de pimenta na moqueca, diretamente no prato.

Agora, se você está pensando qual seria a sobremesa ideal, eu indico um sorbet, combina com peixe e é leve. O sabor fica ao seu critério.

Espero que você tenha gostado e que a receita faça um grande sucesso!

Compartilhar.

Sobre o Colunista:

Karin Fuchs

Jornalista, 45 anos, trabalhou em rádio, assessoria de comunicação e hoje possui uma empresa de comunicação home-office, produzindo pautas e reportagens para diversas editoras dos segmentos automotivo, de economia e securitário. Ama três coisas na vida: cachorros, cozinhar e receber os amigos.

Deixar Mensagem